Protheus
Notícias

16/01/2013 - CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE LONGO PRAZO GANHAM PREFERÊNCIA

Contratos de terceirização de TI de longa duração e com um único provedor estão, surpreendentemente, crescendo, isso porque os acordos com múltiplos fornecedores têm falhado.

A constatação é de uma pesquisa produzida pela Ovum, que apresentou suas previsões para compras de TI para 2013. De acordo com a consultoria, o relatório aponta que, apesar da demanda por agilidade e rápida entrega com os projetos atuais de TI, existe um reconhecimento que, a menos que façam o trabalho de base, as empresas não atingirão a transformação estratégica almejada.

“Os compradores estão em sua segunda ou terceira geração de outsourcing e estão maduros o bastante na compra de serviços, ao menos, o suficiente para saber o que é necessário para entregar as agendas transformadoras”, explicou Jens Butler, principal analista de serviços de TI da Ovum, ao comentar o relatório. “Essa é uma tendência que temos visto há algum tempo. No meio da década passada havia uma preferência por usar múltiplos provedores, mas para muitos essa realidade foi associada a perda de controle. Com frequência, a mão direita não sabia o que a esquerda estava fazendo”, comentou. Esse fato gerou uma escalada dos custos e falhas na entrega dos resultados esperados.

Tendo trabalhado forte para alinhar a TI com os negócios, e atingir o tão sonhado direcionamento estratégico, as organizações, agora, têm mais cuidado com projetos de terceirização e demandam mais governança, afirmou Butler. “Os projetos não estão focados apenas na economia de recursos, mas em liderar um mercado em particular em determinado período ou atingir níveis elevados de satisfação do cliente.”

A Ovum, que mede o mercado de outsourcing global trimestralmente, afirma que, na média, os contratos de terceirização estão, neste momento, acima dos quatro anos, especialmente nos setores público, de manufatura e serviços financeiros. A mudança é mais vista, particularmente, na indústria de seguros, onde muitos contratantes optam por acordo de sete anos, de acordo com Butler. “Isso reflete no nível de transformação desejado nesses mercados”, comentou. “ Os tamanhos dos contratos também aumentaram, atingindo US$ 72 milhões no trimestre mais recente.”

Em 2013, os compradores de TI buscarão estabilidade, capacidade e acessibilidade em seus parceiros de terceirização, aponta o relatório da Ovum. “Como os objetivos se tornam mais ambiciosos, demandando suporte de longo prazo com uma interdependência grande de sistemas e serviços, as organizações precisam ter a certeza de que os fornecedores escolhidos estarão vivos em cinco anos. O desejo por estabilidade e controle, liderado pelo setor governamental, aparece como prioridade número dois”, afirmou Butler.

Outra mudança que surge para empresas que precisam de respostas ágeis e entrega rápida de resultados, é que as organizações agora levam de três a seis meses para entender a demanda exata antes de embarcar no que pode se converter em um programa de investimento de cinco anos.

Para ter segurança do investimento, os compradores entenderam que se baseiam os projetos em prioridades, como BYOD ou iniciativas de Big Data, a chance de sucesso é maior. “O dinheiro tende a fluir mais facilmente se os projetos são vistos para endereçar tópicos de maior interesse.” Colaboração e iniciativas em nuvem também entrariam neste
http://crn.itweb.com.br

<< Voltar

 

VETI Tecnologia
Rua do Tesouro, 23 - 7º e 8º andar
Centro - Sao Paulo - SP - Cep 01013-020
Telefone: +55 11 3188-3335 NOVO TELEFONE